17/07/2019

Idade paterna também influencia chance de gravidez

Por muito tempo, apenas a idade da mulher era levada em consideração quando se avaliava a possibilidade de gravidez. No entanto, novos estudos indicam que os homens também têm um prazo biológico para ter filhos. Ao longo do tempo, espermatozoides vão perdendo a qualidade – o que pode gerar possíveis anomalias no feto e chances de desenvolvimento de síndromes na criança.


Para Claudio Telöken, urologista e andrologista do Fertilitat – Centro de Medicina Reprodutiva, a idade mais segura para a paternidade é antes dos 45 anos. Após isso, aumentam as chances de complicações na gravidez e no crescimento dos filhos. Por isso, segundo ele, é fundamental que o homem mantenha um estilo de vida saudável. “A capacidade reprodutiva adequada baseia-se fundamentalmente no cuidado a fatores de risco. Entram aí obesidade, uso de álcool, cigarro e drogas recreativas, insônia e apneia, sedentarismo, entre outros”, explica.

 

Instrução sobre fatores de risco


Estudos recentes mostram que, quanto mais velho for o pai, maior a chance de peso fetal diminuído e episódios de convulsão. Outra evidência é o acréscimo da possibilidade de doenças genéticas e retardo no desenvolvimento infantil, como a neurocognição e suas eventuais consequências. As complicações também podem atingir a parceira: “há maior índice de problemas na gravidez, como pré-eclâmpsia, diabete gestacional e parto prematuro”, alerta o urologista. 


Caso queira ser pai após os 45 anos, o homem deve procurar um especialista para mensurar os fatores de risco. “A população masculina precisa ser instruída sobre seu relógio biológico e a otimização do momento para ter filhos”, conclui Telöken

› COMPARTILHE

Outros Posts que você poderá gostar