fbpx

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras sollicitudin, tellus vitae condimentum egestas, libero dolor auctor tellus, eu consectetur neque.

Aperte enter para iniciar sua busca...

COMO É FEITA A FERTILIZAÇÃO IN VITRO?

Fertilitat - Centro de Medicina Reprodutiva / Notícias  / Fertilização In Vitro  / COMO É FEITA A FERTILIZAÇÃO IN VITRO?

COMO É FEITA A FERTILIZAÇÃO IN VITRO?

A Fertilização In Vitro é a principal técnica da reprodução assistida. E como o próprio nome diz é uma técnica na qual a fertilização, ou seja, o encontro do óvulo com o espermatozoide, ocorre no laboratório. Somente depois de fertilizar o óvulo, ocorre a transferência dele para o útero, em seguida a implantação e, assim, dando início à gestação. Vem ver os vários passos necessários para esse procedimento e fique por dentro de tudo.

O tratamento de Fertilização In Vitro pode ser divido em 5 etapas:

  1. Preparação e estimulação ovariana

O início de uma gravidez por Fertilização In Vitro está ligado ao número e à qualidade dos embriões. Você sabia que para a realização do procedimento não basta somente aquele óvulo que é produzido de forma espontânea todo mês? Por isso, em primeiro lugar, é necessário obter vários óvulos. Esta é a razão de utilizar medicações que estimulem os ovários a produzi-los.

Para estimular os ovários são utilizadas medicações diárias. Dessa forma, existem diversas combinações disponíveis. Ainda assim é uma escolha complexa e, por esse motivo, deve ser feita e pensada para cada pessoa, com base em dados clínicos e laboratoriais.

 

  1. Coleta dos óvulos e espermatozoides

Chegou o momento da aspiração dos óvulos. Ou seja, eles serão retirados dos folículos em que se desenvolveram nos ovários.Esse procedimento deve ocorrer em ambiente cirúrgico, onde um equipamento aspira os folículos em busca de óvulos.

E quer saber de uma curiosidade? Nem todos os folículos produzidos contêm óvulos, assim, o número de óvulos geralmente é menor que o número de folículos.

Enquanto isso, o marido faz a coleta dos espermatozoides em uma sala apropriada. Em seguida o sêmen é enviado imediatamente ao laboratório e será preparado para a fertilização. Há também alguns casos especiais, em que existe azoospermia – ausência de espermatozoides no ejaculado. Nestes casos, os espermatozoides são retirados dos testículos ou do epidídimo. Leia mais sobre azoospermia aqui.

 

  1. Fertilização in vitro

Chegou o momento da fertilização propriamente dita! O líquido aspirado dos folículos é levado ao laboratório e examinado em microscópio para que sejam identificados os óvulos. A seguir, os óvulos são classificados de acordo com a qualidade e a maturidade.

Mas nem todos os óvulos são adequados para serem fertilizados. É importante que você saiba que alguns deles são descartados e outros devem aguardar maturidade completa. Os óvulos são colocados em um meio de cultura e vão para a estufa, onde aguardam o momento certo para a inseminação.

A fertilização em si é o momento daunião de óvulo e espermatozoide eacontecerá no decorrer das próximas horas. Ela pode ser realizada de forma convencional ou através de ICSI (saiba mais sobre as duas técnicas aqui).Nos dois casos, no dia seguinte, os óvulos são observados para identificação dos que fertilizaram corretamente. Esses óvulos fertilizados passam a se chamar embriões.

Os embriões são cultivados em laboratório por até cinco dias, em um ambiente que imita o seu local natural – que é a tuba. Após, são transferidos para o útero.

 

  1. Transferência dos embriões para o útero

A transferência de embriões para o útero é um procedimento simples e sem anestesia, parecido com um exame ginecológico.

Os embriões, em meio de cultura, são colocados num cateter (tubo de plástico fino e comprido) e através dele colocados delicadamente no útero. Tudo acompanhado por meio de  ecografia abdominal.

Ainda que seja um procedimento tranquilo, sempre é indicado evitar esforços físicos logo após a transferência.

 

  1. Suporte hormonal

Por fim, a última fase da FIV! Ela tem o objetivo de preparar o organismo para uma gestação. Na verdade, já foi dado o início nela, lá no dia da aspiração dos óvulos.

A partir da medicação iniciada naquele dia, o corpo já começou as mudanças necessárias para gerar um bebê.

 

Você imaginava que a Fertilização In Vitro era assim, com etapas importantes antes mesmo do procedimento em si?

Ainda assim, é essencial lembrar que qualquer conteúdo, por mais completo que seja, não é o mesmo que o encontro com um especialista, ok? =)

Então, busque profissionais qualificados e procure sempre seguir as recomendações determinadas.

FacebookWhatsAppTwitterLinkedIn

Acompanhe o que já foi publicado

Fique por dentro do conteúdo já publicado em nosso Blog e não perca nada.

Newsletter Fertilitat

Aproveite e receba conteúdo exclusivo por e-mail e fique por dentro das novidades, novos conteúdos, eventos e materiais feitos para você.

Fale conosco pelo Whats

Envia um Whatsapp e fale conosco sobre as suas dúvidas, sugestões e mais.

Entre em contato

Este espaço foi especialmente criado para que você possa agendar consultas de forma simples e ágil.