fbpx

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras sollicitudin, tellus vitae condimentum egestas, libero dolor auctor tellus, eu consectetur neque.

Aperte enter para iniciar sua busca...

Você sabe o que é ASSISTED HATCHING e para que serve?

Fertilitat - Centro de Medicina Reprodutiva / Notícias  / Procedimentos  / Você sabe o que é ASSISTED HATCHING e para que serve?

Você sabe o que é ASSISTED HATCHING e para que serve?

Você ouviu por aí a expressão ASSISTED HATCHING mas não sabe do que se trata ou até já ouviu falar mas nunca se aprofundou no assunto? Então este é o texto certo para você.

De forma simples, o assisted hatching é um procedimento realizado em laboratório, durante a técnica de Fertilização in Vitro. Mas, antes de tudo, é preciso voltar ao momento da FIV.

A fertilização ocorre somente quando os espermatozoides conseguem penetrar o óvulo, certo? Esses óvulos fertilizados se desenvolvem, transformando-se em embriões. Após, 3 a 5 dias, serão transferidos para o útero dando início à gestação.

Durante o desenvolvimento desse embrião, ele é cercado por uma camada protetora, chamada de zona pelúcida. Naturalmente, à medida que cresce, o embrião sai desse revestimento para se implantar. Contudo, às vezes é preciso que se faça uma pequena abertura nessa membrana. O objetivo do procedimento é facilitar a saída do embrião quando a zona pelúcida não se abre de forma natural.

Hatching é exatamente esse processo de rompimento. E assisted hatching é a técnica, realizada em laboratório. Através dela, o embrião pode se implantar no útero com mais facilidade.

 

COMO É FEITA A ABERTURA NA ZONA PELÚCIDA?

São muitas as possibilidades, todas feitas em laboratório. Entre elas está o uso de substâncias químicas, com a aplicação de uma solução ácida, que abrirá um pequeno orifício na membrana, facilitando sua abertura. Outra opção envolve o uso de laser para realizar o procedimento. Aliás, devido a constante evolução do laser, essa é a técnica mais adequada atualmente.

 

PARA QUEM É O ASSISTED HATCHING?

Este não é um procedimento indicado para todos os pacientes, mas pode ser de utilidade em fertilizações de mulheres mais velhas, que tiveram falha em FIV anterior, ou óvulos com zona pelúcida muito espessa, por exemplo.

 

EXISTE RISCOS NESTE PROCEDIMENTO?

Notou-se um ligeiro aumento na possibilidade de gêmeos idênticos em embriões que passaram por assisted hatching. Muito raramente, um embrião pode ser danificado por esse processo, sendo em sua grande maioria, uma solução segura para mãe e embrião.

Quer saber mais sobre esta e outras técnicas de reprodução assistida? Acesse este link e confira muito mais.

 

Fontes: ReproductiveFacts e JOHNS HOPKINS

FacebookWhatsAppTwitterLinkedIn

Newsletter Fertilitat

Aproveite e receba conteúdo exclusivo por e-mail e fique por dentro das novidades, novos conteúdos, eventos e materiais feitos para você.

Fale conosco pelo Whats

Envia um Whatsapp e fale conosco sobre as suas dúvidas, sugestões e mais.

Entre em contato

Este espaço foi especialmente criado para que você possa agendar consultas de forma simples e ágil.